Wäls Dubbel – 3,5

Essa Dubbel da Wäls faturou recentemente a medalha de ouro na World Beer Cup em Denver nos Estados Unidos. Exatamente por esse motivo decidi fazer uma degustação comparativa entre ela e uma das que é considerada padrão para o estilo: a Westmalle Dubbel. Reunimo-nos então em 4 beer sommeliers para tirar a prova. Opinião comum: apesar de estar levemente abaixo da trapista Westmalle a Wäls Dubbel é sim uma bela cerveja. Enquanto a Westmalle apresentou um perfil de ésteres e fenóis mais limpos sendo levemente amarga e seca, a Wäls trouxe apesar de uma maior força aromática (surpresa) muitas notas adocicadas, especialmente de açúcar belga caramelizado. Boa, mas a Westmalle ainda levemente superior.  Na média dos 4 sommeliers 3,7 x 3,4 para a Westmalle. Ps: em relação à medalha de ouro na World Beer Cup por mais que a versão comercial seja boa, apenas confirma minha desconfiança eterna de que brassagens reforçadas são especialmente feitas para essas ocasiões.

País: Brasil (Belo Horizonte)
Estilo: Belgian Dubbel
Quando beber: vale um desafio como o realizado
Harmonização: clássica Carbonade Flamande

Cervejaria Wäls
Com os prêmios obtidos na World Beer Cup 2014 a Wäls já é uma das mais premiadas cervejarias brasileiras. Fundada em Belo Horizonte em 1999 é comandada pelos irmão Tiago e José Felipe Carneiro.

Avaliação  
Na taça apresentou uma coloração marrom escura, nebulosa e com um creme de baixa formação e persistência, deixando apenas um colar. Talvez algo relacionado ao recorrente problemas das rolhas da Wäls.
Aroma surpreendentemente intenso com uma poderosa base maltada de toffe mas que traz boas notas frutadas (ameixa, passas e cereja). Aos poucos um açúcar belga queimado vem para dominar. O álcool está já bem presente no aroma. Nada de fenóis.
Na boca tem o mesmo padrão com uma base de malte poderosa que evolui em notas frutadas até um final bastante licoroso e levemente adocicado. O aftertaste é bem agradável apesar de um tanto adocicado.
O corpo é médio assim como a carbonatação.
No geral uma boa dubbel com perfil maltado, algumas notas frutadas e quase sem nenhuma picardia o que a torna um pouco cansativa.
www.wals.com.br

Recommended Posts

Leave a Comment