Wäls Witte – 3,2

 

O estilo witbier é a versão belga das cervejas de trigo. E diferentemente das tradicionais weizenbiers alemãs, na escola belga não é preciso respeitar a celebrada lei da pureza. O resultado são cervejas de trigo leves e picantes sempre com adição de especiarias como casca de laranja, coentro e outros elementos. No caso dessa Wäls Witte, a cervejaria mineira, bastante ligada à escola belga, utilizou pimenta da Jamaica e laranja da terra na receita. Boa e refrescante mas ainda um degrau abaixo das maravilhosas witbier belgas.

País: 
Brasil (Belo Horizonte)
Estilo: Witbier
Quando beber: como Minas não tem mar, em qualquer praia do Brasil
Harmonização: salada de folhas verdes com queijo minas sutilmente temperado

Cervejaria Wäls
Fundada em 1999 na região da Pampulha em Belo Horizonte, seus idealizadores são dois irmãos: Tiago e José Felipe Carneiro. Inicialmente uma fábrica de suco, a Wäls pouco a pouco mudou o foco do negócio e vem se firmando como uma das maiores cervejarias artesanais do país.

Avaliação  
Vertida apresentou uma coloração amarelo palha, nublado e com carbonatação bem aparente. O creme é de boa formação mas fugaz apresentando baixíssima persistência.
Aroma agradável e bem condimentado com destaque para a pimenta e as notas cítricas sobre uma leva base de pão doce.
No sabor a crocância da carbonatação domina sobre um corpo excessivamente leve. Entrada adocicada, pão branco e leve doce de laranja; e um final levemente amargo e seco. Acidez bem presente. O aftertaste é agradável e lembra anis. Carbonatação altíssima, corpo bem leve e boa drinkability.
www.wals.com.br

 

Recommended Posts

Leave a Comment